Fiscalização - Dicas dos Fiscais


05/02/2016 - 17h31

Orientações Farmacêuticas sobre Dengue, Chikungunya e Zika

Farmacêutico, mostre que o seu trabalho pode fazer a diferença no combate ao mosquito Aedes aegypti.

        Impresso


Orientações Farmacêuticas sobre Dengue, Chikungunya e Zika

Na tarefa de conscientização da população, a orientação farmacêutica pode ser decisiva para o enfrentamento da dengue, do zika vírus e da chikungunya.

No dia 13 de fevereiro, uma grande mobilização nacional contará com apoio das Forças Armadas, em ações coordenadas pelas Secretarias Municipais de Saúde. O envolvimento dos profissionais da saúde será fundamental nessa luta, não só nesse dia, mas durante todo o tempo em que o país estiver enfrentando as doenças causadas pelo Aedes aegypti. Participe dessa luta!

Você sabia?

- Que a dengue, a chikungunya e a zika são doenças causadas por 03 vírus diferentes, todas transmitidas pelo mesmo mosquito: o Aedes aegypti?

- Que essas três doenças apresentam sintomas semelhantes que podem confundir seu diagnóstico?

- Que entre as três doenças, a dengue tem sido considerada a mais perigosa pelo número de mortes?

- Que a zika está associada a complicações neurológicas e à ocorrência de microcefalia em recém-nascidos?

- Que as dores nas articulações causadas pela chikungunya podem durar meses?

Por isso, é muito importante combater a proliferação do mosquito. Os ovos do mosquito Aedes aegypti precisam de água limpa e parada para se desenvolverem e originarem as larvas.

Saiba mais sobre as doenças:

- A infecção por zika em gestantes está associada a casos de microcefalia em recém-nascidos. Além das medidas contra a proliferação do mosquito, é recomendável o uso de repelentes. Todos os repelentes vendidos no Brasil foram considerados seguros pela Anvisa. Em caso de dúvidas, fale com o seu farmacêutico.

- É fundamental não tomar medicamentos por conta própria. Alguns medicamentos não podem ser utilizados em caso de suspeita de dengue. A automedicação pode mascarar sintomas, dificultar o diagnóstico e agravar o quadro do paciente. Não se automedique, fale com o farmacêutico.

- Lembre que o combate à proliferação do mosquito também depende de você. O ciclo de vida do mosquito, desde o ovo até fase adulta leva de 7 a 10 dias. Por isso, a eliminação de criadouros deve ser realizada pelo menos uma vez por semana: assim, o ciclo de vida do mosquito será interrompido.

Evite o acúmulo de água na sua casa e confira algumas dicas para combater o mosquito e os focos de larvas:

* Mantenha a caixa d’água fechada
* Guarde as garrafas de cabeça para baixo
* Encha os pratinhos dos vasos com areia
* Remova folhas e galhos das calhas
* Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada   
* Não deixe água da chuva acumulada na laje ou nas calçadas


Para mais informações, acesse:

Informações gerais:

http://combateaedes.saude.gov.br/index.php/tira-duvidas

http://combateaedes.saude.gov.br/images/pecas_midia_sociais/cartaz_Orientador_460x640.pdf

Sintomas:

http://combateaedes.saude.gov.br/images/pecas_midia_sociais/quadro-das-3-doencas.png

Orientações para gestantes:

http://combateaedes.saude.gov.br/images/pecas_midia_sociais/repelentes-01.png

http://combateaedes.saude.gov.br/images/pecas_midia_sociais/Microcefalia_gestantes_02.png

Repelentes:

http://combateaedes.saude.gov.br/gestantes/121-uso-de-repelentes


Orientações Farmacêuticas sobre Dengue, Chikungunya e Zika Orientações Farmacêuticas sobre Dengue, Chikungunya e Zika




Encontrou algum erro ou conteúdo desatualizado em nosso site? - Clique AQUI e reporte para nossa área de qualidade.